quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

"Eu Quero Paz"

Minha vida nunca foi fácil...
Existem pessoas que não sabem me deixar em paz.
Me sinto diferente dos outros.
Fugi tanto do amor...justamente para não machucar as pessoas que eu amo.
Pois carrego uma cruz.
Uma cruz...uma casca de ferida...um tormento.
Vivo e deixo viver...
Para que pessoas assim...me deixem em paz.
Mas sempre que me sinto feliz...
Sinto medo de perder a minha felicidade.
Por que tem que ser assim?
Eu não mexo com ninguém...nem ofendo ...
Mas algumas pessoas tem esse dom...o dom de ferir...o dom de ser cruel e não permitir que o outro siga seu caminho
Fingem serem perfeitos...vitimas...pobres vitimas...vitimas de si mesmas.
E ainda dizem que amam...
pobres...tolos...não sabem o que é amar.
Amar é não ferir.
Não mentir.
Não fingir.
Juro  que não quero me sentir assim...hoje não!
Justo agora que estou feliz!
A felicidade que busquei ...busquei tanto...tanto...
O meu verdadeiro amor chegou...eu o amo!
E só rezo a Deus todos os dias...que nada,nem ninguém....
Estrague a minha alegria.
O mundo gira...
O tempo passa...a vida passa e com ela vem as mudanças.
ME DEIXE VIVER!
ME DEIXE SENTIR O VENTO E ESSE AMOR IMENSO QUE SINTO!
SIGA O TEU CAMINHO...ELE NUNCA FOI O MEU...E NUNCA SERÁ!
NESTE ANO DE 2011 EU DESEJO PAZ!!!
PAZ PARA MIM MESMA...
ME DEIXE EM PAZ.

Cileléla



TEXTO - "O SOFRIMENTO DO HIPOCRITA"-VITOR HUGO

Ter mentido é ter sofrido. 0 hipócrita é um paciente na dupla acepção da palavra; calcula um triunfo e sofre um suplício. A premeditação indefinida de uma ação ruim, acompanhada por doses de austeridade, a infâmia interior temperada de excelente reputação, enganar continuadamente, não ser jamais quem é, fazer ilusão, é uma fadiga. Compor a candura com todos os elementos negros que trabalham no cérebro, querer devorar os que o veneram, acariciar, reter-se, reprimir-se, estar sempre alerta, espiar constantemente, compor o rosto do crime latente, fazer da disformidade uma beleza, fabricar uma perfeição com a perversidade, fazer cócegas com o punhal, por açúcar no veneno, velar na franqueza do gesto e na música da voz, não ter o próprio olhar, nada mais difícil, nada mais doloroso. 0 odioso da hipocrisia começa obscuramente no hipócrita. Causa náuseas beber perpétuamente a impostura. A meiguice com que a astúcia disfarça a malvadez repugna ao malvado, continuamente obrigado a trazer essa mistura na boca, e há momentos de enjôo em que o hipócrita vomita quase o seu pensamento. Engolir essa saliva é coisa horrível. Ajuntai a isto o profundo orgulho. Existem horas estranhas em que o hipócrita se estima. Há um eu desmedido no impostor. 0 verme resvala como o dragão e como ele retesa-se e levanta-se. 0 traidor não é mais que um déspota tolhido que não pode fazer a sua vontade senão resignando-se ao segundo papel. É a mesquinhez capaz da enormidade. 0 hipócrita é um titã-anão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meu Livro "Cilelela:Um Amor Virtual" 2º Edição Totalmente Renovado.

Meu Livro "Cilelela:Um Amor Virtual" 2º Edição Totalmente Renovado.
Compre já!Clique na imagem e irá direto para nossa editora

visitantes

contador de acesso grátis

Quem sou eu

Minha foto

                       *-*
Sejam bem vindos!!!
Meu livro "Cileléla:Um Amor Virtual" que esta a venda no site da editora 
para o Brasil www.garciaedizioni.com.br
Uma frase:
"Cada passo me faz chegar mais perto do que mais desejo."
            Cileléla 

Uploaded with ImageShack.us

Arquivo do blog

Seguidores

Me siga

Instagram

Faça me uma Pergunta:


Uploaded with ImageShack.us